sábado, 3 de setembro de 2011

Agradecimento aos homens

Toda mulher, em algum momento, deveria agradecer ao homens que passaram ou permacem na vida delas. O 8 de março é aclamado e comemorado, mas ninguém dá moral para o Dia do Homem... a propósito, que dia mesmo se comemora essa data? Se é que ela existe mesmo.

Enfim, nesse momento solene desse blog de lorotas quero fazer um agradecimento solene a todos os homens que conviveram e convivem comigo. Primeiramente, agradeço ao Pedro Paulo por encher meus dias de alegria e vida. Agradeço ao meu pai pelos sábios ensinamentos: rapadura é doce, mas não é mole, não; a vida é dura só pra quem é mole; onde o pote quebra, a rodia fica; quem não puxa saco, puxa carroça... e outras tantas lições que são bem mais que ditados populares: não matarás; não furtarás; não cobiçarás o alheio; não cometerás adultério... Agradeço também aos homens que me amaram ou aqueles que apenas gostaram de mim e demonstraram seu afeto tornando meus dias alegres... Aos meus amigos (homens), que por meio de conversas infindáveis,contribuiram para que eu compreendesse um pouco mais desse enigmático mundo masculino, pensado por duas cabeças...

Tenho de agradecer aos anônimos, que nem por isso são menos importantes. Obrigada rapazes que olham de soslaio quando passo e me acham bonita e me elogiam. Não posso deixar em momento algum de agradecer também aos homens que me fizeram sofrer, que me deram o fora, que disseram que eu era uma mulher maravilhosa, que todo homem adoraria namorar, mas naquele momento não queria nada sério... À vocês meu muito obrigada, seguido de uma banana e um "baby, baba!". Obrigada àqueles que se fizeram de difíceis e àqueles que se fizeram de desentendidos. Vocês me fizeram um graaaande favor, babacas!

E, por fim, obrigada homem da minha vida. Por existir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário