sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Rescisão contratual

No ano passado manifestei o meu desejo de me demitir de algumas coisas.
Continuo com o mesmo desejo.
Ando cansada dos extremos. Pessoas radicais demais em suas opiniões não andam me interessando muito... nem aquelas que as trocam com se tirasse uma peça de roupa. Sentimentos pegajosos demais são enfadonhos... a falta deles me angustia. Trabalho complexo demais me torra os neurônios... já o simples me entedia. A fala alta me irrita... a baixa também...

sábado, 11 de janeiro de 2014

Quão profundo é o seu amor?

O assunto casamento é recorrente neste blog. Talvez eu possa parecer a raposa desdenhando as uvas, dizendo que estão verdes e tal... Mas a verdade é que o casamento é algo que vejo cada dia com olhinhos mais céticos e distantes.
Se eu disser que não quero casar de jeito nenhum, obviamente estarei mentindo. Sou adepta do novo e quase tudo que ainda não experimentei desperta em mim certa dose de curiosidade. Todavia, vejo o matrimônio como algo difícil de ser realizado. Não pela minha idade, porque vejo gente de todas as idades se casando todos os dias e graças ao bom Santo Antônio, idade não é mais fator determinante para ninguém. Também não é o fato de ter meu filho, que como bem diz o pronome possessivo, é MEU e não seria incumbência nem estorvo para um eventual marido. Possivelmente um fator impactante para o não casamento seria a indisponibilidade masculina. Os homens não querem se casar. Mas isso é assunto para outro post. Hoje eu quero falar mesmo é do raro momento em que eu tenho muita, digo, muita vontade de me casar.
Sempre que ouço "How deep is your love" bate um desejo profundo de me casar só para dançar essa música na festa. Bobo? Pueril? Insignificante perto de tudo que representa um casamento? Sim, confesso. E nem ouso dizer o contrário. Lamento decepcioná-los mas, sim, eu sou romântica como o horóscopo diz que sou e tenho as minhas futilidades. Quem nunca dançou bolero com a pessoa amada não vai me compreender. O quêêêêê??? Você nunca dançou bolero? Não acredito! Tudo bem. Eu nunca dancei com uma pessoa amada também...
Bem, não sei exatamente o porquê mas essa música me toca e me faz acreditar em momentos melhores, em amores sinceros e profundos e pessoas que nos queiram sempre por perto. Enfim, que me contemple com a graça de dizer o quão profundo é o seu amor.