terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Kolynos

Educar filhos é difícil, muito difícil mesmo! Parece que as chances de errar são maiores do que as de acertar. Se somos muito rigorosas o filho pode se revoltar quando crescer, se somos muito "relaxadas" deturpamos a moral dele. Dosar na criação dos filhos é uma das partes mais difíceis da maternidade, principalmente para as mães solteiras. Para as pessoas que estão de fora, ou seja, não comem o feijão feito na minha panela, é tudo mais simples. Nos dizer o que temos (ou não) de fazer é algo facílimo. Vai carregar nove meses, parir e criar pra ver! Vai!

Dona Maria semana passada me disse que não devo deixar o Pedro assistir aos desenhos da Disney, porque o pastor da igreja dela falou que é o inferno entrando pela televisão na vida dos nossos filhos. Ah, faça-me o favor! Inferno! Inferno! Quer inferno maior do que você não poder ser dono da sua própria vida? Inferno é viver sob o domínio alheio. Pra que se preocupar com a vida após a morte, se não se pode viver a própria vida antes dela?

-Olha, Dona Maria, tenho profundo respeito pelas opiniões alheias, mas essa do seu pastor eu acho que não tem nada a ver. Cresci assistindo aos desenhos da Disney e nem por isso me tornei uma pessoa ruim. Pelo contrário, acredito que os desenhos do Donald e do Pateta, bem como Pica Pau, Faísca e Fumaça e Popeye, são muito melhores para o meu filho do que esses desenhos que andam sendo feitos e exibidos hoje em dia.

Lembrei de escrever sobre isso hoje porque agora há pouco vi meu filho pegando uma dedada de creme dental e colocando na boca só para sentir o hálito refrescante. Lembrei na hora de quando eu era pequena e que minhas primas e eu pegávamos o Kolynos sem que ninguém notasse só para dar umas boas dedadas e levá-las à boca. Eu sei que comer creme dental é menos salutar do que comer aveia ou linhaça, mas e daí? Toda criança faz isso! E é imprescindível que elas façam mesmo, porque é assim que se constrói uma pessoa de verdade. Com muita lama, banho de chuva, rapa de panela e tudo o mais.

7 comentários:

  1. :)
    olá, adorei as tuas palavras que até partilhei no facebook!!

    Visita este fórum, please ;)

    http://maes-solteiras.forumeiros.com/forum

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lúcia, muito obrigada! Dei uma olhadela no site. Muito legal! Depois voltarei para ler outros tópicos e quem sabe participar também. Abç!

      Excluir
  2. Meu Deus... Eu acho que nunca fui uma criança de verdade. Quero dizer... Nunca gostei da rapa da panela, odiava ficar na chuva me molhando , nunca comi pasta de dente e brincar na lama pra quê?!
    Acho que o mais próximo das atitudes de uma criança normal que eu já fiz foi misturar dois refrigerantes no mesmo copo pra saber como ficava o sabor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daí vc soprava no canudinho só pra fazer bolhinhas de ar no refrigerante, né? Diga que sim, pelo amor de Deus!

      Excluir
    2. Não, eu sempre achei soprar o canudinho nojento e grosseiro. Meu Deus, o que eu fiz com a minha infância??
      Acho que preciso recuperar o tempo perdido. Estou indo agora mesmo dividir a bolacha recheada ao meio pra comer só o recheio.

      Excluir
    3. Isso também não??!!! o.O

      Excluir
  3. E o gosto do Tandy azul, como era bom! Adorei o texto, muito sensível, lindo! Pedrão está em ótimas mãos...

    ResponderExcluir