terça-feira, 17 de setembro de 2013

Perdão

Quantas vezes devemos perdoar?
Não quero o clichê bíblico de 490 vezes, esse já está demodè...
Pode deixar que eu mesma respondo.
Resposta:
Depende.
Se for eu ou você que tivermos de perdoar alguém, que seja o mínimo de vezes necessário, porque afinal, não toleramos erros. As pessoas que erram são incompetentes, descuidadas ou até burras! Portanto, nem ouse contar com o nosso perdão, pois preferimos soltá-lo a conta-gotas.
Agooooraa...
Se quem estiver pedindo perdão for eu, aí sim ele deve ser concedido inúmeras vezes... quantas forem necessárias... perdões a perder de vista.

Para quem me conhece pouco, poderá interpretar esse texto como sendo presunçoso e hipócrita. Perdoe-me, mas não o é. Estou aqui reconhecendo o quanto somos exigentes com as pessoas que nos rodeiam e que o grau de exigência simplesmente despenca para quase zero quando se trata de nós mesmos.

Andam muito decepcionada com as pessoas que me julgam sem conhecer meus motivos, sem perguntar pelos meus sentimentos e hoje me peguei fazendo a mesma coisa ao dizer para mim mesma "nunca mais volto nessa loja". Não quer dizer que o vendedor, que hoje não me agradou, será para sempre daquele jeito. E as outras vezes que ele me atendeu bem? Não valeram de nada? E a minha história de vida? Não diz nada sobre mim? Não me faz perdoar com a mesma intensidade que gostaria de ser perdoada?

Pena que esses insights de realidade não permaneçam modo on a todo momento...

Nenhum comentário:

Postar um comentário