quarta-feira, 25 de julho de 2012

Lá vem a noiva toda de branco

Apesar de ter um filho, eu nunca me casei.
É praxe aqueles casamentos forçados no caso de moças que engravidam. Sou uma exceção.
O pai do meu filho e eu decidimos não nos casar até que as coisas se desanuviassem um pouco. Até mesmo para sabermos o que queríamos de fato. Foi uma das decisões mais sábias que tomamos.
Namorei seis vezes. Somando todos os meses namorados foram uns 60! Por que estou falando essas coisas? Para demonstrar que já tive oportunidades e nenhuma delas me apeteceu. Não que os rapazes não fossem legais. Nada disso! Mas as circunstâncias às vezes nos fazem tomar certas decisões que só compreendemos anos mais tarde.

Dúvidas pairam na minha cabeça acerca do casamento. Não compreendo bem para que ele serve. Talvez seja porque meu grande amor com o qual queira partilhar o resto dos meus dias ainda não tenha aparecido. Talvez seja porque eu levo uma vida tão bacana que não esteja disposta a dividi-la com outra pessoa (típica de filha única). Talvez seja porque ouço depoimentos tão frustrantes de pessoas que estão casadas que começo a imaginar o casamento como um purgatório. - Certo colega diz que se casamento fosse bom não precisaria de testemunhas e que matrimônio é tão ruim que a gente "contrai", da expressão "contrair matrimônio", como se fosse uma doença. - Talvez seja porque tenho medo de trazer alguém alheio ao meu filho para conviver conosco. Enfim, não compreendo bem os motivos. 

Entretanto o motivo de escrever sobre isso hoje foi o casamento secreto do Renato e da Lorena. Certamente a cerimônia mais linda que já presenciei. A noiva não sabia de nada e foi pedida em casamento 12 horas antes da cerimônia. O noivo e amigos organizaram tudo. E ficou tão lindo! Desde os pequenos detalhes como as bolhinhas de sabão, passando pelos cata-ventos no corredor e as borboletas farfalantes nas árvores até as palavras amorosas proferidas na ocasião. De uma singeleza tão nobre que me comoveu. Depois dessa demonstração de amor eu voltei a acreditar em uniões felizes e quiçá até desejar uma para mim. Mas sem muita pressa! Porque, afinal, o Santo (Antônio) é de barro!

5 comentários:

  1. http://www.youtube.com/watch?v=NuJd6iOhjY8

    Ainda diz muito,eu sei...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo do meu coração, quem é vc??? Que sabe dessas coisas?

      Excluir
  2. Por causa de alguns problemas que podem aparecer pra mim e pra você,eu não posso me identificar,mas será que você não sabe mesmo?

    Hoje eu joguei fora a sua escova de dentes.
    Você não vai mais voltar.

    ResponderExcluir
  3. Hoje eu joguei fora a sua escova de dentes.
    Você não vai mais voltar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Num vou mesmo, não. Nem sei de onde vim. Nem sei quem é vc. rsrs

      Excluir