sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Feliz 2012, Natalia

Sou fã da Natalia Klein. Ela tem um blog e um programa no Multishow e interpreta a Nikita de Macho Man. O trabalho dela me fascina muito. Acho de uma inteligência tremenda e um bom gosto incomum aos meios de comunicação em massa de hoje em dia. A propósito, ela se espelha muito na década de 40, talvez seja esse o pulo do gato, sei lá...

Mas o que me motivou a escrever sobre ela foi uma dessas reflexões introspectivas de final de ano. Ela fez um post que dizia o quanto não se sentia a vontade para escrever no próprio blog, diante das pressões dos leitores para que ela o fizesse. E sabe o que me impressionou mais? Os inúmeros comentários dizendo a ela para fazer o que achar melhor. Que ela deve fazer o que quiser fazer. Que não precisa ceder às pressões de ninguém. (Embora a maioria dissesse "Se quiser parar de escrever, pare. Mas sentiremos muito sua falta" - isso é uma pressão disfarçada!)

Nunca, absolutamente nunca, fazemos aquilo que queremos sem ter de arcar com a tal da opinião alheia. É o preço para ser visto, ouvido, reconhecido. Seja uma coisa boa, seja uma coisa ruim. Somos o tempo todo notados, anotados, rotulados... E é difícil, arrisco até dizer impossível, fazer o que se quer fazer de fato. Se você for uma pessoa que pensa em consequencias, é claro. A Natalia queria um espaço para exteriorizar suas experiências. Exterioriozou, criou empatia em outras pessoas e agora é devorada por aquilo que criou. Bom ou ruim? Não sei...

Talvez os inconsequentes sejam mais plenos nas suas realizações do que nós, pobres seres preocupados demais com a vida. Planejamento. Planejamento é a ordem. E a tomada de decisões o algoz. Amarelo ou vermelho para o revellon? Ah, devo ir de amarelo porque preciso de mais dinheiro. Se bem, de que me adianta dinheiro se não tenho uma grande paixão? Então vou de vermelho. Mas vou viver de amor em uma cabana?! Não rola! Calça vermelha e blusa amarela? Humm... Não fica legal... O que vão pensar de mim? Já sei! Vou de verde, porque aí tenho a esperança de conseguir amor e dinheiro. Mas a vida não é feita só de esperança, preciso de algo mais concreto. Ah, vou de branco mesmo que não tem erro. Todo mundo vai tá de branco. Daí, ao chegar, tem um adorável inconsequente sem camisa, andando com a bandeira de pernambuco amarrada na cintura. Toma pobre ser preocupado demais com a vida!! Toma!!

Um comentário:

  1. Começei a acompanhar o trabalho da Natalia esse ano quando fizeram um pequeno comentário na sala:

    -Nossa, o Vinicius é parecido com a Nikita do Macho Man...
    -Desculpa como? Parecido com quem? Nikita? Aquela série de espiões da Warner?
    -Não, uma série que passa de noite na Globo.
    -Ok, vou assistir só pra provar que vc está errado.
    No dia seguinte:
    -Eu nem sou parecido com a Nikita, ela tem uma boca enorme e é gótica.
    -Não parecido na aparência, nas atitudes...
    -Ah é? Da um exemplo.
    -Aquela vez em que aquela menina do 2º ano com uma verruga na cara te deu um beijo na bochecha de surpresa e depois você foi falar com as faxineiras em busca de querosene pra limpar a bochecha.
    -Ah, ok. :|

    Esse fim de ano vou de preto, só pra chocar a sociedade :B

    ResponderExcluir