quinta-feira, 8 de março de 2012

Vem pra Caixa, vem!

Esse texto é para ajudar (ou não) quem está em dúvida se deve fazer o concurso para a CEF. Muitos amigos me questionam se é uma boa e eu sempre respondo “É um excelente começo.” Estou na Caixa há seis anos e graças a ela (e ao meu esforço, obviamente) consegui me estabilizar financeiramente e hoje não dependo mais dos meus pais.

Vou começar a falar das qualidades que a empresa nos oferece. É uma empresa ótima (sem rasgação de seda, tá?). Tem muitos programas que acho que não encontramos em qualquer outro lugar. Primeiramente trata-se de uma empresa cem por cento pública, ou seja, não tem capital privado nela pra dar pitaco nas decisões. O Banco do Brasil e a Petrobrás são empresas de economia mista, por exemplo, e algumas decisões têm de passar pelo crivo dos acionistas também. Apesar de ela ser uma empresa pública, nós não somos servidores e, sim, empregados. Ou seja, somos regidos pela CLT, temos FGTS e não gozamos de estabilidade (apesar que não há notícias de ninguém que tenha sido mandado embora nos últimos tempos). O período probatório é de três meses.

Na Caixa tem programa pra tudo! Pró-equidade de gênero, Libras, orientação de adolescente aprendiz, CIPA, coleta seletiva, incentivo à graduação e pós-graduação, e outras coisas que não me recordo no momento. Outra coisa muito legal também, para quem gosta de esporte são as Olimpíadas da Caixa que acontecem a cada dois anos, onde atletas do país todo se reúnem em um Estado para disputarem os jogos. E no ano que não há o evento nacional há o regional, portanto, para os atletas, todo ano tem competição. Nós temos a APCEF, que é nossa associação de pessoal, que conta hoje com um clube, duas sedes campestres (Trindade e Aruanã) e uns apartamentos em Caldas Novas.

Nós também temos uma Universidade Corporativa para quem quer estudar, se projetar na empresa e fazer os processos seletivos para novas funções. Temos uma biblioteca que fica em Brasília e nos empresta livros que são enviados via malote. Temos uma revista sobre os empregados chamada Gente da Caixa. Além do mais, os economiários (termo que designa os bancários da Caixa, mas está em desuso) são muito amistosos entre si. Qualquer lugar do país que você estiver e precisar de um colega certamente ele estará pronto para te ajudar, a menos que ele seja muito filho-da-puta. Contudo, na maioria dos casos há solidariedade entre nós.

E agora vamos aos números. Caso passe e seja convocado, você vai começar recebendo R$ 1744,00, mais um vale-alimentação de R$ 700,00. Para quem tem filhos até sete anos, recebe R$ 250,00 por cabeça. No final do ano tem participação no lucro da empresa e décimo terceiro. Isso fora as horas extras pagas rigorosamente porque o ponto é eletrônico. O plano de saúde é muito bom, desconta-se 2% do salário por mês e paga-se apenas 20% do valor do procedimento realizado no mês, debitado em folha também. A previdência complementar que é o barato da coisa! A cada R$ 1,00 que eu contribuo, a Caixa contribui com mais um! Alguém já viu algo semelhante em outro lugar?

Enfim, a empresa é mesmo muito bacana! A única ressalva que eu tenho a fazer é que, se caso você não gostar de serviços bancários, fique ali apenas por um tempo, até passar em algum concurso que você goste de trabalhar de fato. Eu, por exemplo, não gosto da área financeira. Graduei-me em Jornalismo e agora vejo que deveria ter feito Direito. Mas o que me fascina mesmo são as artes. Entretanto o velho banqueiro vai pagando minhas contas, enquanto eu flerto com o moço interessante das leis e sonho com o bonitão das artes.

4 comentários:

  1. Bom texto... de fato a empresa tem problemas, mas isso até o melhor casamento e melhor pessoa do mundo tem, temos muita coisa legal.. e toda aquela propaganda q todo brasileiro é cliente da Caixa e isso é fato. Ninguem trabalha de graça, isso tb é verdade, a Caixa ganha e muito bem pra fazer isso, mas fazemos os mesmos serviços que todo banco faz e fazemos vários serviços que nenhum outro banco faz ou quer fazer. Assim como a Ana Paula (q entrou na Caixa no mesmo dia que eu) gosto muito da empresa, acho q eu devia ganhar mais, mas tem coisas que o dinheiro não paga, trabalhar nessa empresa (à master card) não tem preço.

    ResponderExcluir
  2. adorei!! rsrs

    Luana

    ResponderExcluir
  3. Assino embaixo. Real realidade.
    Abraços, Roberta.

    ResponderExcluir
  4. É o Paraíso ?

    ResponderExcluir