domingo, 17 de novembro de 2013

Procuração

Estou passando uma procuração para quem se interessar a responder aos questionamentos do meu curioso filho.
Cargo: Respondedor de perguntas
Salário: Satisfação de estar contribuindo para o crescimento de uma criança
Formação requerida: PhD em Harvard ou Oxford em Pedagogia
Temas: Assuntos diversos que envolvam coisas sobre o céu, a terra, a água e o ar, além de português, matemática, história, geografia, biologia, ensino religioso, educação física, OSPB, moral e cívica, filosofia, sociologia, mitologia, artes, também magia e meditação e o que mais aparecer.

Tive essa brilhante ideia ao ter de responder mais algumas daquelas perguntas que me deixam atônita, ou seja, sem saber por onde começar.

-Mãe, por que o óleo pega fogo e o leite não pega?
-Como é que se fabrica chiclete?
-Como é que a bosta é feita na nossa barriga?
-Como é que é feito esse franguinho (Nuggets)?

Eu sei, eu sei... é lindo o processo de aprendizado da criança. Mas, e eu? Como é que eu arranjo respostas para perguntas como essas? Você, nobre leitor que me julga, sabe o processo de fabricação do chiclete? Sabe qual a matéria-prima utilizada? Claro que não! Imaginei mesmo... E o pior, é que as perguntas não param por aí. Observe o diálogo ao tentar responder à terceira pergunta:
(Nota: eu estava dirigindo.)

-Filho, quando nós comemos colocamos a comida na boca e mastigamos, mastigamos, mastigamos até virar uma massa, não é?
-Uhum.
-Aí a gente engole aquela massa, ela passa aqui pela garganta e vai descendo até chegar no estômago, que fica na barriga.
-Mas e o pulmão? A comida passa no pulmão também? Aí eu tusso!
-Não, filho. Tem uma mangueirinha que liga a garganta até o estômago que passa entre o pulmão.
-Aí a bosta fica no estômago?
-Não, no estômago aquela massa que era a comida recebe um suco (ops! falei demais!)... recebe um líquido que ajuda a derreter a comida... (ufa! ainda bem que ele não percebeu!)
-Suco de quê, mãe? Laranja?
-Não, meu amor, é um líquido que o estômago produz que chama suco gástrico que ajuda a derreter a comida. Aí aquela mistura vai pros intestinos, lembra do intestino do porco lá na roça, que a gente usou pra fazer linguiça? Então... ela vai indo, indo, indo dentro do intestino até virar cocô e sair no fiofó.
-Hahahaha!!! Fiofó! Mamãe, ontem eu fiz um cocô grandããããoooo...
-É, filho, que bacana!
E a mãe segue com aquela velha e ruim sensação de que a explicação não foi satisfatória. Paciência...

Um comentário: