terça-feira, 19 de março de 2013

Tatuado em mim

Certa vez fui visitar uma amiga e fiquei um pouco surpresa com a tatuagem que ela havia feito: uma gueixa que ocupava suas costas quase completamente e algumas flores no braço. A surpresa não era nem pelo fato de estar se tatuando, e sim, pelo cargo que pretendia ocupar na Caixa.
-Amiga, você não tem receio do que o seu Gerente Geral pode achar de uma tatuagem tão grande? Porque, afinal, não dá pra escondê-la e no banco essas coisas ainda são vistas com um pouco de preconceito, né?
-O cara que não aceita a minha tatuagem, não serve pra ser o meu gerente.

A minha amiga sempre foi um exemplo pra mim em vários sentidos e essa frase foi uma lição de vida. Hoje, compreendo muito melhor o seu significado. Não somos nós que devemos nos deixar moldar pelos anseios do mundo. Ele que se adeque para me merecer, ora bolas!

Nos últimos tempos vivi meio pesarosa por minha vida não ser mais a mesma depois da maternidade. Por não gozar das mesmas oportunidades que tinha antes de ser mãe. Já escrevi em outras circunstâncias aqui nesse blog a dificuldade que a mãe solteira tem para encontrar caras que queiram o "kit completo". Entretanto, minha visão vem mudando e, talvez por isso, me lembro tanto da frase proferida pela minha amiga. Atualmente, sou capaz de compreender melhor que o cara que não aceita meu filho, não serve pra ser meu cara. É uma questão de preferência, sabe? Nós, mães que amamos nossos filhos, não vamos nos expor a pessoas que não aceitam e tão pouco compreendem a nossa situação. Elas não nos merecem. Isso é encarar a realidade.

A minha amiga quando decidiu fazer a tatoo disse "Frankly, my dear" para o resto do mundo e foi ser feliz. Por que raios meu filho e eu não faríamos o mesmo?

8 comentários:

  1. Amei isso!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Que orgulho, ser mãe da sua amiga... e como ela sabe ser amiga!

    ResponderExcluir
  3. Concordo, concordo e concordo.

    ResponderExcluir
  4. Realmente,quase todas mulheres que são mães solteiras passam pela dificuldade de achar um cara que aceite o "kit completo" e por isso,quando conseguem,agarram com unhas e dentes a oportunidade e valoriza o companheiro,mas isso é algo que você não fez!Então não entendo o porquê dessa sua postagem.Então,analisando com outro ponto de vista,quem é que merece quem,mesmo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado, percebo que vc é alguém que me conhece. Deveria ter assinado a postagem, eu não me importaria. Sim, eu namorei um homem maravilhoso que acolheu a mim e ao meu filho com muito amor e respeito e sou muito grata a ele por isso. Ele foi quem me mostrou que existem homens bons e com sentimentos nobres. Todavia, aceitar uma mulher por ela ter filho não é o único pré-requisito para duas pessoas ficarem juntas. Não sei se vc entendeu bem o texto, mas eu quis dizer que eu não posso ficar com uma pessoa que não compreende a minha condição. Não disse que devo ficar com uma porque ela compreende. Há mais coisas envolvidas nisso. Portanto, espero ter esclarecido a sua indignação e agradeço pela leitura e consideração. P.S.: Pode assinar da próxima vez, já que é um conhecido meu, né?

      Excluir
    2. Prezada,assim como a ordem dos fatores não altera o produto,me identificar também não faria diferença nesse contexto,pois sua opinião sobre o que eu disse continuaria a mesma,então melhor manter assim...
      Penso que houve da sua parte uma falta de perspicácia para entender o meu ponto de vista,então eu te explico.Sua postagem faz menção a dificuldade que as mães solteiras(incluindo você),tem de encontrar um cara que compreenda a situação delas e que esse seria o grande empecilho para se manter ao lado dele,ou seja,eu entendi que você está expondo sua condição,mostrando que você passa por esse problema,ok!E como mesmo disse,você encontrou um homem maravilhoso,que acolheu seu filho e te respeitou,é um homem bom e bem financeiramente,te deu apoio e te assumiu mostrando que realmente deve gostar de você.Acho que se chegou a aceitar namorar com ele,terminar e voltar,teria que haver da sua parte um motivo nele além de somente aceitar o "kit completo",não é mesmo?Então me explique,qual seria o pré-requisito para duas pessoas ficarem juntas? O que mais um cara tem que ter para agradar a tão "seletiva" dona Rosa,porque sinceramente,suas exigências estão um pouco difíceis de entender!

      Excluir
    3. Demorei a responder porque estava pensando sobre sua pergunta: qual seria o pré-requisito para duas pessoas ficarem juntas?
      Depois de perguntar isso para mim várias vezes, cheguei a uma conclusão óbvia: o que mantém as pessoas juntas é o amor. Permanecer ao lado de alguém por interesse (seja ele financeiro, afetivo ou social) não é exatamente o que a Dona Rosa quer para ela. A Rosa quer uma coisa bem simples: ser amada e amar, na mesma proporção.
      E digo mais, o amor não é algo que se planta, cresce e cultiva. Não há botão liga/desliga no coração. O amor acontece. Sorte daquelas que amam e são amadas. E é esse o pré-requisito fundamental.
      O meu texto não quis abordar a questão do quão é difícil se relacionar e sim, que devemos dar menos importância às intempéries da vida e olhar adiante, com olhar otimista e autoconfiança.

      Excluir
  5. Xará do Pedrão23/03/2013 20:19

    Rosa vc simplesmente arrasou mais uma vez!
    Parabéns pelo texto!
    O "kit completo" é um dos mais belos que conheci, pobre daqueles que não sabem valorizar mulher de tamanha beleza e inteligência.

    Beijos!

    ResponderExcluir